Conselho Municipal de Educação promove Consulta Pública do Plano Municipal de Educação

Trabalho desenvolvido em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação e Diretoria Regional de Ensino – Piracicaba

De 14 a 28 de abril, a população de Piracicaba terá a chance de contribuir com uma importante ação do município: a finalização do Plano Municipal de Educação (PME).

O PME é um planejamento da educação de cada cidade e integra objetivos, metas e ações propostas a curto, médio e longo prazo para a educação num período de dez anos, tendo como diretriz o Plano Nacional e Estadual de Educação.

A primeira versão elaborada pelas comissões e subcomissões eleitas em setembro do ano passado, está disponibilizada neste link:

http://sistemas.piracicaba.sp.gov.br/SME/PME/filtro_pme_sugestoes/filtro_pme_sugestoes.php e poderá ser consultada até o dia 28 de abril. Trata-se de versão inicial, que será complementada após o período de consulta pública.

Os interessados, nas esferas públicas e privadas, que acessarão a versão online do Plano, em formato PDF, poderão preencher o questionário para sugerir propostas que serão analisadas e, se consideradas, integrarão a versão a ser submetida para análise/decisão na Conferência Municipal de Educação, que ocorrerá nos dias 8 e 9 de maio deste ano na Secretaria Municipal de Educação.

A consulta pública serve para colher propostas e opiniões sobre as informações coletadas e análises feitas pelas comissões e subcomissões sobre a situação atual da educação de Piracicaba e seu planejamento para os próximos anos. “A ideia é enriquecer e dar transparência ao processo de consolidação desse importante instrumento, ampliando a participação da sociedade na tomada de decisão. A consulta será fundamental para a finalização do documento, porque, além de complementar dados e oferecer subsídios para a continuidade do trabalho, aprimora a metodologia de elaboração do Plano Municipal”, explica a Secretária de Educação, Angela Jorge Corrêa.

Para o Prefeito Gabriel Ferrato o que de fato deve ser levado em consideração é a questão qualitativa e não quantitativa da educação.  “A valorização dos professores, a estrutura das escolas, as formações que a Secretaria de Educação disponibiliza aos docentes, como o Programa Ler e Escrever (criado por Ferrato em 2009, na época em que era Secretário de Educação) é o que me preocupa hoje”, afirma.

Os eixos centrais do Plano Municipal de Educação são: Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II, Educação Especial, Educação de Jovens e Adultos, Ensino Médio, Ensino Profissional e Ensino Superior, além da proposta de Gestão Democrática do PME.

Leave a Reply