Conepir e Centro de Documentação Celebram o dia de Ogum

 

ogum-9

 

ogum-3  ogum-4

A Secretaria de Ação Cultural e Turismo, Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Piracicaba – Conepir e o Centro de Documentação Cultura e Política Negra de Piracicaba, tiveram a honra de receber no dia 27 de abril 2019, sábado, a população para a cerimônia alusiva ao dia de Ogum, atendendo ao decreto 17.039/17 de autoria do Prefeito Barjas Negri.
O Decreto 17.039/17 versa entre outras coisas que farão parte do calendário municipal as seguintes comemorações.
Dia de Iemanjá 2 de Fevereiro, Ogum 23 de Abril, Oxum e do Balaio de Oxum 8 de Dezembro.

ogum-5ogum10
Com este decreto as tradições dos povos de matrizes africanas são mantidas e preservadas, e a cidade de Piracicaba, cumpre o seu protagonismo e vanguarda com o apoio do chefe do executivo que prima pelo respeito às diferenças e pela diversidade religiosa em nosso município, acolhendo a todos indiscriminadamente e em sua essência acolhendo as nossas raízes.ogum-6
Em cumprimento ao projeto de lei 61/2014 de autoria do vereador Matheus Antonio Erler foi executado o Hino à Negritude, dando o inicio aos trabalhos e formação da mesa diretiva que foi composta pela Srª Rosângela Camolese – Secretaria da Ação Cultural e Turismo neste ato representando o Prefeito Barjas Negri, o vereador Pedro Motoitiro Kawai, Vice Presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Geraldo Luis de Moraes vereador da Câmara de Vereadores de Rio Claro, Comendador Adney Presidente do Conselho Municipal de Promoção e Desenvolvimento da Comunidade Negra, Drª Marilda Soares vice-presidente do Centro de Documentação Cultura e Política Negra de Piracicaba, depois das palavras proferidas pela participantes da mesa a condução dos trabalhos foi passada a Sacerdotisa Man’metu Yademaza, convidada de honra e anfitriã religiosa que deu início a cerimônia fazendo as honras litúrgicas com breve saudação dos nossos convidados religiosos, que também agraciaram aos presentes. A cerimônia contou com a brilhantes presença de sacerdotes e sacerdotisas, entre ele Pai Sebá de Oyá, Pai André de Nkossi de Rio Claro, Tatetu Nkossilê, também foi recebida a delegação da Nigéria que saudou aos presentes com cânticos em Yôruba.ogum-2ogum-7
Ao fim da cerimonia litúrgica, um cortejo foi até a linha férrea entre o casarão da Cultura e a erma do Dr. Preto, onde foi assentado em uma alguidar de barro feijão preto e flores, por se tratar de símbolo de força do orixá ogum, após este ato que foi consagrado por cânticos no dialeto da nação de Angola, os convidados voltaram ao átrio do Museu da Cana para o encerramento da sessão solene.
Piracicaba assim cumpre o seu papel e a comunidade negra preserva sua memória e dos seus ancestrais, com políticas afirmativas e de igualdade racial.

Leave a Reply