ABGLT CONGRATULA PRESIDENTE OBAMA POR SEU DISCURSO DE POSSE

ABGLT congratula presidente Obama por seu discurso de posse

Ofício PR 017/2013 (TR/dh) Curitiba, 22 de janeiro de 2013

Ao: Exmo. Sr. Barack Obama
Presidente dos Estados Unidos da América

Assunto: Congratulações por seu discurso de posse

Prezado Presidente Obama,

A ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, é uma rede nacional fundada em 1995 que atualmente tem 256 organizações congêneres afiliadas em todo o Brasil. ABGLT também é atuante internacionalmente e em 2009 ganhou status consultivo junto ao Conselho Social e Econômico das Nações Unidas.

A ABGLT gostaria de parabenizá-lo pelo posicionamento ousado que o senhor adotou no seu discurso de posse no dia 21 de janeiro, em particular quando disse:

“Nossa jornada não será completa até que nossos irmãos e irmãs LGBT sejam tratados como qualquer outro perante a lei – pois se somos verdadeiramente criados iguais, então certamente o amor que dedicamos um ao outro deve ser igual também.”

Seu pronunciamento nos emocionou muito e na Assembleia da ABGLT a ser realizada entre 25 e 27 de janeiro registraremos oficialmente nossa homenagem ao primeiro presidente dos Estados Unidos da América a se referir à igualdade das pessoas LGBT em discurso de posse. Assim como o senhor disse a respeito do Presidente Lula, “Ele é o cara”, neste momento nós gostaríamos de dizer que “O senhor é o cara!”

Que a posição que o senhor tomou publicamente exemplo sirva para muitos políticos que são nossos aliados mas permanecem no armário quando se trata de defender nossos direitos publicamente, ou aqueles que cedem diante da pressão política de líderes contrários aos direitos das pessoas LGBT e vetam políticas públicas afirmativas para a população LGBT em troca de apoio político. Seu gesto demonstrou a importância de assumir uma posição firme e inequívoca.

Presidente Obama, o senhor, juntamente com a presidente Cristina Kirchner da Argentina, o presidente Mujica do Uruguai, o presidente François Hollande da França e o presidente Lula do Brasil, entre outros, estão fazendo a história no reconhecimento da igualdade dos direitos para a população LGBT no mundo.

Gostaríamos de solicitar que o Governo dos Estados Unidos continue com sua política internacional de promoção e defesa dos direitos humanos da população LGBT no mundo inteiro, que se mantenha firme na luta contra o crescente fundamentalismo e obscurantismo, e que aja em todas as instâncias e por meio de todos os mecanismos apropriados para que os sete países que criminalizam a homossexualidade com a pena de morte: Mauritânia, Sudão, Irã, Arábia Saudita, Iêmen, bem como partes da Nigéria e da Somália; revoguem essas leis, assim como os demais 71 países que ainda criminalizam a homossexualidade de outras maneiras.

Gostaríamos de reiterar nossos votos de uma profícua gestão pautada pela justiça social e pelo combate às iniquidades.

Respeitosamente,

Toni Reis
Presidente da ABGLT

Leave a Reply